• Document: AVES FILO CHORDATA. Zoologia dos Vertebrados. Zoologia Geral. Prof.ª Daniele Ruela Mendes
  • Size: 4.3 MB
  • Uploaded: 2019-05-16 17:27:15
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

AVES FILO CHORDATA Zoologia dos Vertebrados Prof.ª Daniele Ruela Mendes Zoologia Geral Prof.ª Daniele Ruela Mendes Archaeopteryx Ave mais primitiva Aves atuais (Neornithes) Todas descendem do ancestral comum mais recente Compartilha com os dinossauros terópodes muitos caracteres especializados do esqueleto Considerado como tendo evoluído dentro da linhagem dos terópodes Relações filogenéticas das aves e dinossauros Cladograma de Archosauria Archaeopteryx Evidências sugerem que Archaeopteryx era capaz de voar Asas suficientemente grandes para contribuir na aceleração quando corria As proporções do seu esqueleto eram semelhantes às de algumas aves atuais que voam Número de rêmiges primárias e secundárias era idêntico ao das aves atuais Fóssil de Archaeopteryx lithographics: detalhes das penas preservadas em argila de fina granulometria Composição química das penas • 90% β-queratina • Queratina forma as escamas dos lepidossauros • 1% consiste de lipídeos • 8% é agua • Pigmentos Amazona aestiva Estrutura das penas de contornos • Proporcionam a forma corpórea das aves • Fixas à pele pelo cálamo • Raque: estende-se do cálamo e possui ramificações laterais - barbas • Bárbulas: ramificações das barbas • Terminações das bárbulas distais têm a forma de ganchos – fixação das barbas adjacentes entre si Estrutura das penas de contorno • Barbas e bárbulas próximas à base da raque são flexíveis • Bárbulas não possuem ganchos • Textura macia • Solta e fofa denominada de penugem ou plumácea • Isto confere à plumagem de uma ave as propriedades de isolante térmico Estrutura das penas de contorno • Mais distantes da base, as barbas formam uma superfície firme – vexilo • Possui uma textura penácea • Parte da pena que fica exposta na superfície externa da plumagem • Protege a penugem que fica embaixo • Repele a água • Reflete ou absorve a radiação solar Penas de contorno modificadas para o vôo • Rêmiges: penas das asas • Rectrizes: penas da cauda • Funções das penas: ◦ Voar ◦ Isolamento térmico necessário à endotermia ◦ Cores e formas funcionam na camuflagem e na exibição Anatomia das aves • Ossos ocos e cheios de ar - ossos pneumáticos • Em geral, a pneumatização dos ossos é mais desenvolvida nas aves grandes que nas pequenas • As aves mergulhadoras (pinguins) têm pouca pneumatização • Ossos dos patos mergulhadores são menos pneumáticos do que daqueles não mergulhadores Anatomia das aves • O esqueleto de uma ave é muito semelhante ao de um dromeossauro • Dinossauros proto-aves • Predadores terrestres, bípedes • Asas emplumadas • Armadilhas para capturar presas contra o solo • Facilitando a apreensão pelas garras e dentes Dromeossauro Redução ou fusão dos ossos • 1 - Artelhos • 10 – Vértebras caudais • 19 - Úmero • 2 - Tarsometatarso • 11 - Vértebras torácicas • 20 - Rádio • 3 – Tibiotarso • 12 - Vértebras cervicais • 21 - Ulna • 4 - Fíbula • 14 - Costelas • 22 - Ossos carpais • 5 - Fêmur • 15 – Esterno com quilha • 23 - lº dígito • 6 - Púbis • 16 - Coracóide • 24 – Metacarpo • 7 - Ísquio • 17 - Fúrcula • 25 – 2º dígito • 8 - Íleo • 18 - Escápula • 26 - 3º dígito Esqueleto de corvo mostrando as porções das penas de vôo, Modificações dos pés das aves Anisodáctilo: dedo I (hálux) é voltado caudalmente e os outros três dedos voltam-se cranialmente Zigodáctilos: os dedos I e IV voltam-se caudalmente, e o II e III cranialmente Heterodáctilo: os dedos I e II voltados caudalmente e os dedos III e IV voltados cranialmente Sindáctilo: uma membrana une os dedos II e III na sua base Pamprodáctilo: tanto o dedo I quanto o dedo IV podem ser revertidos, orientando-se cranialmente Pés de aves com várias especializações para a locomoção terrestre (a) Dois artelhos - Avestruz (b) Três artelhos - Ema (c) Quatro artelhos – pés anisodáctilos - Pardal, galinha, codorna (d) Quatro artelhos – pés zigodáctilos – Papagaio, arara, tucano Pés de aves Espécies de aves aquáticas podem apresentar uma membrana que une as falanges (membrana interdigital), permitindo uma propulsão mais eficiente no ambiente aquático (a) Pato, mostrando as membranas parciais (b) Biguá, mostrando um pé toltipalmado Sistema muscular • Músculos locomotores • Sup

Recently converted files (publicly available):