• Document: A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DO DESMAME PRECOCE
  • Size: 614.54 KB
  • Uploaded: 2019-04-16 19:38:29
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA PREVENÇÃO DO DESMAME PRECOCE Mirian Gizele de Abreu Arruda1; Magna Vanice dos Santos Silva1; Vanessa Karla Santos de Souza2. Acadêmicas do curso de Bacharelado em Enfermagem. Faculdades Integradas da Vitória – FAINTVISA. 1 Vitória de Santo Antão, Pernambuco. Brasil. 2 Enfermeira. Revisora do Projeto “Contêiner Saúde” – UFPE/CAV. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde Humana e Meio ambiente da Universidade Federal de Pernambuco- Centro Acadêmico da Vitória PPGSHMA-UFPE. Vitória de Santo Antão, Pernambuco. Brasil. INTRODUÇÃO A prática do aleitamento materno é essencial para o crescimento e o desenvolvimento apropriado da criança e além disso, traz benefícios para a saúde física e psicológica. O leite humano é insubstituível comparado a outras fontes de alimentação artificial, pois possui propriedades indispensáveis, além de ser rico em nutrientes e atuar no combate a doenças (MARGOTTI, EPIFANIO, 2014). Dessa forma, o aleitamento se caracteriza como uma prática natural e eficaz e cujo sucesso depende de fatores históricos, sociais, culturais e psicológicos da puérpera, do compromisso e conhecimento técnico-científico dos profissionais de saúde envolvidos na promoção, incentivo e apoio ao aleitamento materno (ALMEIDA; FERNANDES; ARAÚJO, 2004). De acordo com ABREU, FABBRO E WERNET (2013), o desmame precoce baseia-se na interrupção do aleitamento materno antes dos seis meses de vida da criança, independente do motivo desta interrupção ser decisão materna ou não. Destacam-se como principais motivos do desmame: fatores sociais, biológicos, culturais e econômicos. As organizações internacionais e nacionais advertem para que o leite materno seja a alimentação exclusiva durante os seis primeiros meses de vida da criança, e, ao passar esse período, deve ser complementado com outros alimentos até dois anos ou mais (BRASIL, 2010). Porém, pesquisas revelam que as taxas de aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida ainda não alcançaram índices suficientes no Brasil e no mundo. (SILVA et al., 2014). O desmame precoce ainda é algo muito comum e preocupante nos dias atuais e nesse sentido, o enfermeiro é um profissional significante nessa causa por atuar na assistência direta às mulheres e crianças no âmbito hospitalar e (83) 3322.3222 contato@conbracis.com.br www.conbracis.com.br comunitário, atuando de forma crucial na promoção e proteção ao aleitamento materno (MONTESCHIO, GAIVA, MOREIRA, 2015). Nessa perspectiva, o objetivo do presente trabalho foi realizar uma busca na literatura acerca da atuação do enfermeiro com o intuito de compreender a importância desse profissional frente ao desmame precoce. METODOLOGIA O trabalho apresenta uma abordagem qualitativa, com ênfase na revisão sistemática da literatura e teve como objetivo realizar uma busca de artigos acerca do desmame precoce e a atuação do enfermeiro frente à essa prática. Realizou-se a busca das publicações indexadas nos últimos dez anos nas seguintes bases de dados: Base de Dados em Enfermagem (BDENF), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e na biblioteca eletrônica Scientific Electronic Library Online (SciELO). Foram utilizadas as palavras-chave “cuidados de enfermagem”, “desmame precoce” e “saúde da mulher”. Os seguintes critérios de inclusão foram: pesquisas que abordassem o papel do enfermeiro no desmame precoce, em formato de artigos, dissertações e teses. Como critérios de exclusão: trabalhos que não apresentassem resumos na íntegra nas bases de dados e na biblioteca pesquisadas. Treze artigos se enquadraram nos critérios da presente pesquisa. A pergunta norteadora da pesquisa foi a seguinte: Qual é o papel do enfermeiro frente ao desmame precoce e o que o mesmo pode realizar para evitar tal prática? Inicialmente, buscou-se elencar os principais fatores que influenciam no desmame precoce e consequências causadas com esse feito. Posteriormente, identificou-se quais posicionamentos o enfermeiro deve tomar para que situações de desmame precoce sejam evitadas. RESULTADOS E DISCUSSÃO • OS PRINCIPAIS FATORES QUE INFLUENCIAM NO DESMAME PRECOCE Diversos fatores são apontados na literatura como causas do desmame precoce, um deles é a faixa etária das mães, pois estudos revelam que mães mais jovens tendem a desmamar precocemente seus filhos (LIMA, JAVORSKI e VASCONCELOS, 2011). Nesse contexto, pesquisas ressaltam que a idade materna mais jovem está relacionada

Recently converted files (publicly available):